strong, b { font-weight: 700; } -->
--- menu fixo original ---

[RESENHA] Encruzilhada, de Kasie West



Encruzilhada definitivamente não é nada daquilo que eu estava esperando. Sua sinopse, sua capa, o título instigante, tudo me guiou para um caminho de que eu acabaria encontrando dentro de suas páginas uma fantasia voltada para o público jovem. No entanto, o que encontrei na narrativa de Kasie West foi tudo menos fantasia. Com a exceção de um pequeno detalhe.

Addison Coleman é uma adolescente que vive em um mundo, chamado Complexo, onde cada pessoa tem uma habilidade especial, que vão desde a Telecinese, detecção de mentiras, influenciador de humor, entre muitas outras. E sim, claro que a protagonista tem uma habilidade rara e incomum: o poder de investigar suas próprias escolhas, podendo enxergar o futuro a partir de cada uma.

Falando assim, parece um livro de fantasia, certo? Entretanto, Encruzilhada vai apresentar um livro com questões bem comuns, dramas comuns e dúvidas comuns do universo adolescente. O livro todo não passa de uma grande Investigação que Addie faz para poder decidir um impasse diante do divórcio de seus pais: viver no Complexo com sua mãe ou viver no mundo normal com o seu pai (sem poder, em hipótese alguma, mencionar nada sobre o Complexo para ninguém).

Como eu comecei a ler a história de Kasie West esperando uma grande fantasia e acabei me deparando com mais um drama jovem adulto, boa parte da narrativa foi um pouco arrastada. Definitivamente eu não estava no clima para ler este tipo de livro, o que acabou prejudicando muito a minha experiência com com a história de Addison.

Mas, mesmo não sendo aquilo que eu tinha me preparado para encarar, a escrita da autora é leve e fácil de ser lida. Já a personagem principal acabou me agradando com algumas respostas bem criativas e sagazes ao longo da narrativa. E tenho que confessar que o final foi eletrizante e conseguiu me prender a ponto de eu ficar muito curiosa, querendo saber o que acontece no segundo livro da série/ trilogia.

CONVERSA

0 comentários:

Postar um comentário

Voltar
ao topo