strong, b { font-weight: 700; } -->
--- menu fixo original ---

Sendo MUITO polêmica [POR TODAS ELAS]



Não fui capaz de ficar quieta diante da minha indignação com os comentários sobre o caso da adolescente que sofreu estupro coletivo no Rio de Janeiro. Ver não só homens quanto mulheres dizendo que ela mereceu passar pelo o que passou é muito triste. Aposto como vocês que dizem isso nunca iriam querer que suas amigas, suas mães, tias, avós, primas, filhas passassem pelo o que essa menina passou. Mesmo que suas tias, amigas, mães, avós, primas, filhas fossem drogadas e pedissem por sexo toda hora, como vi algumas pessoas argumentando para culpar a vítima.

Antes de falarem qualquer coisa, lembrem-se que sexo sem consentimento é estupro. Não importa se ela consentiu antes de ficar dopada - mesmo que tenha sido ela a se dopar. A partir do momento que a pessoa não tem mais condições, lucidez para dizer que quer parar ou continuar o ato vira, sim, estupro.


CONVERSATION

8 comentários:

  1. Que orgulho de você sua linda ! Muito bem falado !

    ResponderExcluir
  2. Sumi, mas voltei!! (Lembrqa de mim? haha)
    Amei o vídeo Babi, estou tão indignada com tudo isso!
    Beijos,
    cabanadosanjos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que lembro, Carla! Vê se não some de novo <3

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom a sua argumentação sobre esse caso a defesa da jovem (e também sobre a cultura machista brasileira). Especialmente, gostei do seu posicionamento em relação ao Femismo colocado em cena por uma parte da comunidade "Feminista" mundial (porque não é so o Brasil).

    Temos que lutar pela igualdade sim! Agora não podemos nos dar ao luxo de etiquetar todo e não importa qual homem como um estuprador em potencial, um lobo em pele de cordeiro. Desigualdades existem, mas é um absurdo acreditar na malevolência universal do homem: A "Sociedade patriarcal" e "Cultura do estupro" são fantasias que se criaram à partir das exceções da regra. E EVIDENTE que o progresso não foi interrompido (mesmo diante de casos infelizes como esse da adolescente carioca); No maximo o progresso foi atrasado.

    Denovo, excelente papo! Não fazia idéia que você tinha um canal. Quero ver mais. :)

    Bernardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bê! De maneira nenhuma a culpa é do homem, a culpa, se é que dá pra chamar de culpa, é como a sociedade foi criada e como todos nós somos educados hoje em dia. As mulheres educadas para ficarem caladas diante de abuso sexual e os homens educados para acharem que tem direito de passar mão sem permissão e de falar obscenidade como se fosse um favor para gente, como se fosse elogio. Recentemente compartilhei o post no Face de um menino que mostra bem como, pelo menos aqui no Brasil, os homens são desde cedo ensinados que podem passar a mão e dizer coisas para as mulheres e em como as mulheres foram educadas a acharem que não têm direito de reclamar, que é "coisa de menino". Depois dê uma olhada, o nome do menino que fez o post é Gregory Prudenciano.

      O problema de não etiquetar e generalizar é que nós, mulheres, não temos como saber qual homem é potencial estuprador e qual não é, quando somos abusadas por homens que deveríamos confiar, como pais, tios, amigos e até namorados. Eu mesma fui abusada por um ex, nunca mencionei isso antes para ninguém, pelos mesmos motivos que muitas mulheres não registram casos de estupro. Medo, achar que a culpa é dela, achar que se falar vão falar que é frescura. Inseguranças que a nossa sociedade impõe para gente desde cedo. Mas não vou mais esconder. Isso precisa ser falado e precisa ser discutido para que a nossa sociedade evolua e passe a enxergar a todos como iguais, seja homens, mulheres, crianças, homossexuais, trans.

      Aproveitando também, depois assista esse vídeo de outra amiga minha: Todo homem é um estuprador em potencial?

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi Barbara acho um absurdo essa cultura que temos de sempre colocar a culpa do estupro na mulher por causa das roupas, posturas, por onde ela anda ou o que gosta. Infelizmente esse erro parece que esta longe de acabar. Uma vez que em pleno século 21 ainda temos gente pensando dessa forma. É uma pena.
    Quero dar parabéns ao seu vídeo e seu blog. Me identifico muito com suas idéias. Vou acompanhar aqui sempre.
    Bj

    ResponderExcluir

Voltar
ao topo