strong, b { font-weight: 700; } -->
--- menu fixo original ---

[RESENHA] OUTLANDER: A Viajante no Tempo, de Diana Gabaldon


Minha história com a série Outlander começou há alguns anos, ainda na época da faculdade, quando minha amiga Nana (do blog Uma Vida por Livro) me apresentou dizendo que era um romance que se passava na Escócia de 1743. Durante esse período, a Escócia era dividida pelos clãs e ameaçada por uma rebelião provocada pelos jacobitas - que lutaram para colocar a Família Stuart de volta ao reinado, na época controlado pela Inglaterra. Como eu amo livros com contextos históricos, o meu interesse foi automático.

Acontece que na época os livros estavam esgotados, só eram encontrados em sebos e muitas vezes com um preço não muito convidativo (e como eu era uma mera estagiária, não estava exatamente esbanjando dinheiro na minha conta bancária). Mas para nossa alegria, a Editora Arqueiro, com parceria com editora portuguesa Saída de Emergência, trouxe a reedição da série para o Brasil e eu finalmente pude conhecer a história de Claire Randall.


Claire trabalhou como enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial e agora, em 1945, com o fim da guerra, tenta uma reaproximação com o seu marido, Frank, viajando pelas Terras Altas (ou Highlands) na Escócia. Epa! Mas você não disse que esse livro se passava em 1743? Sim, e é aí que a história fica ainda mais interessante, afinal esse livro não se chama A Viajante no Tempo à toa. Seu marido Frank, um historiador muito obcecado com a profissão, um belo dia a convida para ver um ritual druida (povo celta conhecido por sua filosofia que exaltava os princípios do amor e da sabedoria, eram considerados magos e bruxos) às escondidas nas ruínas de Graig na Dun, monumento formado por grandes colunas de pedra organizados de forma circular.

Eles ficam fascinados com o ritual, mas a curiosidade de Claire fica ainda mais desperta com uma flor estranha que vê entre as pedras do monumento. Sendo uma grande admiradora de botânica, Claire volta a Craig na Dun no dia seguinte para colher algumas dessas flores. E uma hora ela está ali colhendo flores e outra hora se vê no meio de uma algazarra de barulho de guerra e vê vários homens vestidos em trajes tradicionais escoceses (sabe aquelas saias xadrez? Então.) e outros vestidos com antigos casacos vermelhos da guarda inglesa do século XVIII, conhecida como Dragões. No meio da confusão, se sentindo meio tonta sem entender a razão, Claire dá de cara com um homem de casaco vermelho, que por alguns minutos pensa ser seu marido. Mas não demora muito para reparar que não é Frank, apenas um homem com traços muito semelhates aos dele que rapidamente a confunde com uma prostituta (imagina, de repente, ir parar em 1743 com um vestidinho leve de verão. Pois é.). E meu deus! Esse homem vai se tornar o próprio demônio na história!

No entanto, Claire acaba sendo salva (ou talvez roubada) por Murtagh, um dos homens do clã MacKenzie que a adotam (ou talvez, a mantenham prisioneira) rapidamente quando descobrem seu talento no ofício da cura. Também é quando Claire conhece o jovem Jamie (e nesse momento aposto que muitas leitoras que já conhecem a história soltaram vários suspiros apaixonados). E é assim que o coração da Sassenach (palavra gaélica que significa forasteiro) fica dividido em dois: futuro e passado; Frank e Jamie. Tenho que confessar que dos dois eu gostei mais do Frank, um cara meio esquisitão com um jeitinho meio nerd que sempre me atraiu. Não me entendam mal, também gostei do Jamie, mas não caí de amores por ele como muitas leitoras.

"Uma aliança em cada mão, uma de ouro, uma de prata. E o metal fino repentinamente pesado com os laços do matrimônio, como se as alianças fossem minúsculas algemas, prendendo-me de braços abertos, para sempre estendida entre dois postes, mantida em correntes como Prometeu na sua rocha solitária, tendo o amor dividido como abutre que dilacera meu coração" (p. 410)
Jamie tem um espírito singular, cheio de energia, fofo, forte, musculoso, ruivo, pronto para defender os seus ideias e as pessoas que ama. Porém, MUITO teimoso. Já Claire é uma mulher cheia de atitude, alta, de cabelos enrolados e que mesmo confusa e assustada não consegue deixar de dar uma de general quando vê alguém machucado precisando de atendimento médico. Um dos pontos mais interessantes que achei entre o romance dos dois é que Claire é muito mais velha do que Jamie. Enquanto ela tem seus 28 anos, ele tem por volta dos 23 anos.

Mas muitas vezes tive a sensação que a Claire perdia muito da sua atitude e da sua maturidade quando ao lado de Jamie - praticamente virava uma maria mole derretida. Em outras cenas, parecia que a própria personagem principal ficava em segundo plano, servindo apenas como um meio para conhecermos melhor a história do misterioso jovem escocês. E confesso que isso me incomodou um pouco durante a leitura. Já o personagem que mais gostei foi o Murtagh, que começou como um personagem muito secundário sem muito espaço na história e foi, ao longo das páginas, crescendo e ganhando destaque.

A Viajante no Tempo é um livro dividido em 7 partes e a 5 ª parte foi a que menos gostei. É onde todos os conflitos, perseguições, intrigas são deixados de lado para dar total atenção ao lado romântico (justo o lado que não curto tanto). Mas logo em seguida, muitas coisas acontecem ao mesmo tempo e a história chega ao seu clímax máximo, finalizando as mais de 700 páginas com aquele gostinho de quero mais.

"Ninguém nunca para e pensa no que se baseiam os romances. Tragédia e terror, modificados pelo tempo. Acrescente-se um pouco de arte à redação e voilà!, um enredo emocionante, capaz de fazer o sangue correr mais rápido nas veias e as mocinhas suspirarem. Meu sangue estava correndo depressa, sem dúvida, e nunca uma donzela suspirou como Jamie, segurando sua mão destruída." (p. 682)
Já a parte histórica não foi tão explorada nesse primeiro livro, mas ainda assim Diana me deu uma aula de História (mas não tão completa quanta a aula do Ken Follett). Com Outlander descobri que, enquanto muitos países já entravam na Era Moderna e se desenvolviam tecnologicamente, a Escócia ainda vivia em uma sociedade feudal controlada pelos clãs (que podemos comparar como o equivalente dos senhores feudais da Inglaterra). No entanto, tenho por mim que o segundo livro, A Libélula no Âmbar, a parte histórica será muito mais explorada.

Diana Gabaldon consegue fazer com o que o leitor também viaje no tempo, dando a sensação de que conhecemos todos os personagens e participamos de todas as cenas do livro. Das romanticas e eróticas as de violência e tortura. Quando cheguei ao fim, era como se eu tivesse acabado de voltar de uma longa viagem pelas terras escocesas e tivesse que retomar o meu cotidiano e a minha realidade.


CONVERSATION

43 comentários:

  1. Nossa que livro legal, vou procurar para comprar ler.

    www.geracaoselfie.blog.br

    ResponderExcluir
  2. Oiiiii tudo bem?


    Só vejo comentários bons sobre esse livro, o único livro que eu li sobre viagem no tempo foi Perdida da Carina Rissi, acho que vou acaba me arriscando e ir atras desse também rsrsrrsr



    Blog: http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li esse da Carina. É bom mesmo?

      Excluir
    2. Nossa é um dos meu preferidos, a Carina tem um jeito todo espericla de criar estorias *--*

      Excluir
    3. Vou procurar saber mais sobre ele! :)

      Excluir
  3. Ola Babi devido a correria de leitura ainda não consegui parar para ler essa série muito bem elogiada, e a cada comentário positivo como o seu só me instiga ainda mais, adoro histórias com viagens no tempo, ainda mais bem trabalhada como essa, parabéns pela resenha. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigadin <3 E leia quando puder que vale a pena!

      Excluir
  4. Olá
    Eu adoro livros com viagens no tempo, mas ultimamente eu tenho lido pouco a respeito rsrs. OUTLANDER é uma obra que me deixou bem curioso para conhecer o seu enredo, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de ler. Espero mudar isso em breve. Adorei as suas considerações sobre a obra
    Abçs

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Tenho muita curiosidade de ler essa série, pois ela parece ser maravilhosa, mas confesso que o tamanho dos livros me assusta muito!
    Tenho medo de não dar conta da série inteira sabe.
    Mas quem sabe eu não tome coragem de ler ao menos o primeiro livro da série, pra ver se é tão incrível quanto eu acredito que seja.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih, Maiara, não se assuste pelo o tamanho porque é aquele tipo de livro que as páginas voaaam!

      Excluir
  6. Por que você não leu esse livro quando te pedi queria tanto conversar sobre ele com alguém naquela época?! Agora a história desses primeiros está um pouco apagada da minha mente. Amo esse livro, amo que você finalmente leu e amo que você amou (porque você amou que eu sei). E tudo bem você preferir o Frank, eu fico com o Jamie e a gente não briga nem por amores literários.

    Beijos,
    Nana
    https://umavidaporlivro.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei mesmo :D
      Mas lembre-se, Nana, sempre dá para reler um livro! hahaha E não é muito justo eu ficar com o Frank, porque pensa só [ALERTA VERMELHO SPOILER A SEGUIR] o Frank morre! [/FIM DO MEGA-ULTRA-GIGANTE-SPOILER]. Mas tudo bem, tem sempre o Murtagh <3 (tenho um gosto estranho, eu sei).

      Excluir
  7. Olá, quando eu tenho uma certa curiosidade com essa série mas nunca comecei a ler por achar que ficaria perdida na história, já que não costumo ler livros assim. Gosto de fantasia mas essa é diferente, parece que nos arrebata para dentro do livro e passamos anos ali dentro nesse universo extraordinário, estou errada? isso é bom, é maravilhoso quando o livro faz isso, mas o enredo é muito complexo e não sei mesmo se eu gostaria ou não, só sei que estou curiosa

    ResponderExcluir
  8. Ahhh, eu quero tanto, mais tanto ler esse livro, mas a preguiça é tão forte. kkkkkk
    Mas eu a vencerei, pois essa premissa é maravilhosa. E eu amo livros divididos em partes, e esse é em 7 heim kkkkk Já vi que vou gostar de todas, pois se na 5° eles focam no romance, o foco foi certeiro kkkkkk, ainda bem que eu amooo um romance.
    Eu amei de verdade sua resenha, muito bem escrita. Parabéns.
    Espero poder ler o livro em breve.

    http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/2016/02/divulgacao-lancamento-fada-madrinha-e.html

    ResponderExcluir
  9. Eu to bem louca pra ler esse livro.
    O único motivo de não ter começado a ver a série, é porque eu quero ler antes. Apesar de ser um calhamaço, encaixei ele nas minhas férias. Espero poder ler. Não tenho duvidas de que irei gostar, porque só leio coisas postivias a respeito. Gostei bastante da sua resenha, me instigou mais a ler. :)

    ResponderExcluir
  10. Eu já tinha ouvido falar desse livro mais ainda não tinha lido nenhuma ressnja sobre ele.
    Adoro livros com conceitos históricos também acho que mesmo quando eles não são baseados em fatos reais nos ensinam bastante.
    Outro fato legal é a menção aos celtas e druidas, são mitologias que amo de paixão. Tudo que envolve mais na verdade sabe?! Porque eu acredito nela.
    E mais um ponto positivo é essa viagem no tempo. Eu acho que ficaria na duvida tbm entre dois amores, um em cada lugar do tempo. Rsrs.
    Mas pela sua resenha acho que também prefiro o Jaime.
    Pretendo ler em breve.
    Ah uma pergunta. Você citou que é uma série, sabe quantos livros são e quais os próximos?
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cami! A série é MUITO grande, não sei quantos são no total, mas no Brasil já foram lançados 3 e ainda neste primeiro semestre de 2016 a Editora Arqueiro vai lançar o 4º livro (que na verdade é dividido em 2, então o 5º livro é a segunda parte do 4º. Não faz muito sentindo falando assim, mas lendo faz sentido hahaha).

      Excluir
  11. Olá!!!
    Já conhecia o livro, mas ainda não tive chance de ler e só foi fazer relação com a série de TV muito depois. A premissa é ótima e sua resenha me deixou ainda mais curiosa, onde mostra como é a pegada e o envolvimento com a leitura.

    Beijos
    Carla Fernanda
    http://livrosqueliblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Babi! Estou atrasada na série, mas gostava muuuito dela. Só não me arrisco a ler os livros pq são gigantes, rs, e não está dando tempo no momento. Mas a Claire é uma personagem tão boa! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super entendo, pegar livros gigantes com uma pilha pra ler no mês fica meio complicada. Mas, não sei se ajuda dizer, que você nem vê as páginas passarem, a leitura flui muito

      Excluir
  13. Esse livro ficou meses na minha estante e eu tentei ler várias vezes e não fluiu. Acabei dando de presente. Porém, tem poucos dias que assisti ao primeiro capitulo do seriado e caramba, fiquei fascinada, mas quero ler o livro primeiro, então vou pedir o livro emprestado para apessoa que presenteei e depois conferir a série. Sua resenha me deixou bem empolgada também.
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Oiee ^^
    Ainda não comecei a ler esse livro, mas estou com ele aqui já faz um tempinho. Amei a série de TV, então imagino que o livro seja ainda melhor ♥ Adoro quando os autores, além de contarem uma boa história, nos dão uma aula de história. Estou doida para ler. Jamie ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bom?

    Adorei o post! Entendo bem como é ser estagiária e não ficar esbanjando dinheiro, pois é o meu caso agora u_u Mas que bom que depois do relançamento você conseguir adquirir o livro ;)

    Sobre a resenha: adoro viagens no tempo! Acredito que nunca li nada dessa época, mas isso acaba sendo mais um motivo pra ler, certo? Adoro livros históricos, porém, como você, não gosto muito quando os personagens mudam, como você disse sobre a Claire. Eu também adoro quando personagens que não damos nada por ele, nos conquistam depois, como foi o Murtagh <3

    Ótima resenha. Obrigada pela dica, acredito que vou gostar desse livro ;)

    Beijos!

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oláa, sabe que eu sou louca para ler esses livros, acho que a trama é muito cativante e tenho certeza que irá me prender do começo ao fim da leitura, ma confesso que o tamanho dos livros me assusta um pouco, por isso quero começar quando estiver com tempo livre!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  17. Olha eu comprei esse livro e até hoje eu ainda não me encorajei para fazer a leitura desse livro, mas dizem que ele é muito bom e que vale a pena conferir. Estou bem curiosa para falar a verdade. É uma pena que não tenha gostado da ultima parte do livro por conta do romance, porque eu sinceramente adoro e acho que é uma estória que de alguma forma vai me conquistar. Vamos ver...Não sei quando irei ler, porque tenho alguns da Saida de Emergencia aqui que são enormes como a Espada de Shanara e esse Outlander, acho que vou ler esse primeiro e depois se der compro a continuação, porque quero ver se vou gostar primeiro. Enfim...

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-o-garoto-ao-lado.html

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Outlander desperta muito minha curiosidade, mas me assusta, também. São livros enormes que, acredito, serem de uma leitura rápida e envolvente.
    Gostei de saber que o livro te fez viajar mesmo, pois acho que era isso que a autora queria.
    Legal o que você falou em relação à aula de história, mas que não foi como o Ken Follett. Acho que os dois autores tem focos diferentes e quero ler os dois!
    Adorei sua resenha e fiquei bem curiosa para ler!
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oii, tudo bem?
    Eu já vi muitas pessoas falando bem desse livro e da série, porém eu não animo de assistir ou de ver rsrs, o livro porque é muito grande e a série porque eu estou cheia de série para atualizar. Mas eu gostei muito da historia, e com certeza vou conferir assim que tiver um tempo.

    ResponderExcluir
  20. Olá! Quando li a palavra Celta, já me animei!!! Sou apaixonada pela mitologia Celta e essa premissa me deixou hiper curiosa. Gosto de enredos assim....acho que o fato da parte histórica não ter sido tão aprofundada, foi para enfatizar mesmo a ficção, para não perder o foco...Porque são poucos as autores que conseguem fazer isso sem ser maçante...Fiquei curiosa demais por essa leitura! Beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  21. Olá!

    Já ouvi vários comentários sobre a série, mas ainda assim não consegui gostar o bastante para ler. Como tem uma série, acho que irei assisti-la primeiro e se gostar lerei o livro. Porém, isso pode demorar um pouco, porque estou sem PC.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Normalmente não leio livros sobre guerras, já que costumo ficar muito perdida com os acontecimentos e o que levaram a guerras, porem esse livro me chamou muito a atenção pelo fato de ela estar presente na guerra ajudando outras pessoas, talvez eu não deva ficar tão perdida com estória.

    ResponderExcluir
  23. Eu simplesmente AMO esse livro. Quando comecei a ler fiquei pensando "como a autora vai enrolar essa problemática por tantos livros?" e aí... Boooom! Ela não enrola! A cada 200 páginas ela lança uma problemática nova para deixar o leitor preso à história.
    Amo, amo, amo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, confesso que pensei a mesma coisa quando vi a quantidade de livro que a série tem, mas já to vendo que o que não falta são pontas para amarrar nessa história!

      Excluir
  24. Olá... tudo bem??
    Eu peguei antipatia com esses livros... não sei porque, mas peguei... acho que li tantas resenhas na época do lançamento que fiquei embebida demais... ai juntou o lançamento da série e ai foi o golpe final... não tenho pretensão de ler, porque não curti a premissa... e não curto nada muito histórico demais... mas admiro a sua sede de leitura pelo livro e a sua empolgação em iniciá-la... claro que um livro com tantas páginas em algum momento se torna um pouco cansativo, como falou da parte romântica... que não curte muito... mas o importante é que no contexto geral você gostou... Xero!!

    http://www.minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diana eu entendo o que você disse, tem livros que eu não consigo ter nem um tipo de curiosidade de ler. A impressão que eu tenho é que muita gente fica fissurada num livro e só falam disso durante DIAS e chega numa hora que não tem como você já não imaginar que sabe tudo o que vai acontecer heuheu

      Excluir
  25. Oi Babi,
    Se eu tivesse que escolher um livro na vida seria esse.
    Li em 2009 e até hoje sei quotes inteiros da história.
    Quando eu terminei me senti como você voltando de uma viagem das terras escocesas.
    A única coisa diferente e que eu até gosto do Frank, mas o Jaime ah o Jaime...RS.
    Bjs
    Luana Lima http:// blogmundodetinta. blogspot. com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhuul mais uma fã de Outlander <3
      Eu to amando a série! To curtindo muito mais o segundo livro e espero que os próximos sejam cada vez melhores :)

      Excluir
  26. Oieeee
    Quero muito embarcar nessa viagem também. Planejo ler esse livro nos próximos meses e mergulhar em suas páginas nas voltas do trabalho. É o tipo de livro que consegue me distrair das três horas dentro da condução.
    bjs
    diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom tirar o tédio da viagem de ida e volta do trabalho com um bom livro, né? Eu costumava gastar 2horas de ida e volta onde eu trabalhava (e nas vezes que eu esquecia o livro em casa eu tinha vontade de chorar)

      Excluir
  27. Babiiii tá ai um livro que peguei pra ler e não consegui. MAS PERA não é por que não curti, mas sim por que cometi a cagada de ver a série primeiro, dai meio que ficou repetitivo. Pretendo sim engajar na leitura, por que é um enredo que me atrai muito ♥

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  28. Olá, tudo bem?

    Tenho muita curiosidade em ler esse livro, as resenhas e os comentários são sempre positivos, aguçando ainda mais minha curiosidade. O livro é enorme, e bem caro, mas existe a série para que eu me contente até não comprar o livro haha

    Amei a resenha, beijos!

    http://marcasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Olá tudo bem? Eu sempre ouço falarem bem dessa série, até comecei a ler estava gostando, mas o que me desanimou foi o excesso de volumes, não é que não goste de livros grandes, só não curto ficar muito tempo preso à elas, e se eu ler o primeiro terei que ler em seguida os outros para não desanimar, e só de pensar nisso me desanima kkkkkk.
    Mas pela sua resenha to aqui repensando meus parâmetros.
    Beijos.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Oi, babimontec, nossa que resenha gostosa de ler. Outlander ainda é uma série que pretendo ler um dia mas preciso estar numa fase menos corrida senão eu acabo desanimando com as 700 páginas ou me distraindo na história, ainda mais que tem essa coisa de viagem no tempo,rs. A sua resenha me deixou com mais vontade de ler, tomara que eu arranje um tempinho off para me ligar nesse livro, fiquei bem curiosa para conhecer essa história a fundo, já que só acompanho mesmo a série de TV.

    Beijos. ^_^
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir

Voltar
ao topo